O que é assessoria de imprensa?
Entenda como funciona e saiba quais
os benefícios para sua empresa.
 
   
 
O que dizem os clientes
Veja depoimentos de alguns clientes.
 
   
 
Sobre Airton Gontow
Clique aqui para saber mais!
Gontof Comunicação - Telefones:
(11) 4508-4554
(11) 99109-0688
 
| | |        

Releases


Presentes para 2010
Obras de Eduardo Kobra em 3D avançam em São Paulo, Rio e Brasília

O grafiteiro, muralista e artista plástico faz de 24 a 31 de dezembro um Pelé, em São Paulo, na Avenida Paulista, em homenagem ao Ano da Copa do Mundo; uma piscina em Copacabana, altura, em homenagem à conquista dos Jogos Olímpicos de 2016 e, ainda, ao atleta Cesar Cielo; e marcos da cidade, como prédios e esculturas, em Brasília, na Esplanada dos Ministérios, presente para os 50 anos da cidade. Nas três grandes cidades, centenas de pessoas acompanham e fotografam os trabalhos, encantadas com a magia do 3D. A ação tem o patrocínio do Banco do Brasil.
 

O grafiteiro, muralista e artista plástico Eduardo Kobra faz, até o dia 31 de dezembro, três obras simultâneas, todas em 3D, em três grandes cidades brasileiras. Em São Paulo, Kobra e sua equipe (Studio Kobra) fazem um desenho do Rei Pelé, baseado em uma belíssima caricatura feita por Camaleão. A obra, de 3mX20m, será feita na Av. Paulista (altura do número 900, no sentido de quem vai do Paraíso para a av. Consolação). No Rio de Janeiro, Kobra e equipe fazem uma piscina, de 6mX20m, na Avenida Atlântica, em Copacabana, em frente ao Miramar Palace Hotel e ao bar Garota de Copacabana (altura do número 3700). Já em Brasília, em 9mX27m, serão desenhados marcos da cidade, como as esculturas "A Justiça", de Alfredo Ceschiatti; e "Dois Candangos", de Bruno Giorgi; e edificações como a Catedral e o Museu Nacional de Oscar Niemayer, na Esplanada dos Ministérios, em frente ao Complexo Cultural da República Museu. Os trabalhos começaram a ser feitos no dia 24, e terminam no dia 31 de dezembro. As entregas das obras para as cidades estão previstas para os dias 5, 6 e 7 de janeiro de 2010.
 

Em cada cidade uma equipe de quatro artistas do Studio Kobra desenvolve o trabalho (sempre das 9h às 20h). Eduardo Kobra percorre as três cidades, coordenando todas as obras. O projeto das obras em 3D em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília tem o patrocínio do Banco do Brasil e integram a campanha final de ano do banco, intitulada “2010 é do Brasil”. Eduardo Kobra faz todas as obras em Giz e Airbrush, que não danificam o patrimônio público. Tem durabilidade de cerca de um mês, já que são apagados pelas chuvas. Centenas de pessoas têm acompanhado e fotografado o trabalho, em cada cidade, encantadas em perceber que o resultado das obras só pode ser vista e percebido de um determinado ponto, na perspectiva proposta pelo artista.

Kobra diz que em São Paulo a escolha do futebol como tema foi porque em 2010 será disputada a Copa do Mundo da África do Sul e, ainda, porque o Rei do Futebol, apesar de mineiro, construiu grande parte da sua trajetória em uma equipe do estado de São Paulo, o Santos. “O Pelé viu e aprovou o trabalho”, diz Kobra, orgulhoso. De acordo com o artista, no Rio a piscina “é uma referência à conquista dos Jogos Olímpicos de 2016 pela Cidade Maravilhosa e, ainda, uma homenagem ao Cesar Cielo, nosso esportista que tem batido grandes recordes” nas piscinas. “Em Brasília o trabalho pretende fazer uma grande homenagem aos 50 anos de sua fundação, que acontece em 2010”, explica Kobra.

O grafiteiro e muralista fez em junho de 2009 a primeira obra em 3D em uma calçada em São Paulo. O palco ou a tela foi um ponto nobre da cidade: a Praça Patriarca, em frente ao Viaduto do Chá, no centro histórico de São Paulo. Kobra pintou um carro antigo, resgatando um cenário do local.

Kobra se apaixonou em 2007 pela misteriosa técnica da pintura em 3D, também conhecida como “anamórfica” ou “ilusionística”. Durante dois anos estudou a técnica intensamente, especialmente os trabalhos do norte-americano o Kurt Wenner e do inglês Julian Beever. Seguro, para realizar obras em 3D, procurou a Subprefeitura da Sé,. “Eu procurava por um local que possibilitasse a implementação da imagem e a interação com o público. Deveria ser uma calçada larga e com grande movimento de pessoas. Decidimos, juntos, que deveria ser a Praça Patriarca”, conta, acrescentando que a arte em 3D nas ruas dá às pessoas não apenas a oportunidade de interagir com a obra, mas também de acompanhar o processo de criação do artista. “Depois do sucesso do trabalho, realizamos outros, mas nenhum tão ousado e abrangente quanto este que começamos agora nas três cidades”, afirma.

 

Planos incluem pontos turísticos brasileiros, em 3D, em capitais européias

O grafiteiro, muralista e artista plástico acaba de voltar de sua primeira internacional. Esteve em Paris durante uma semana, onde participou de 10 a 13 de dezembro de uma mostra de arte brasileira contemporânea, no Salon National Des Beaux-Arts (SNBA), no Museu do Louvre. A mostra reuniu, além de Kobra, outros 14 artistas brasileiros. Os artistas foram selecionados pela empresária Bia Duarte e aprovados pelo SNBA. O evento também homenageou o notável escultor Victor Brecheret (1894 – 1955), com exposição de uma de suas esculturas em bronze.

Durante os dias da exposição e depois do seu término, Eduardo Kobra percorreu vários bairros e museus de Paris para buscar inspiração e informações que possam influenciar o seu trabalho. Kobra, que também é conhecido pelas obras em 3d (a mais famosa foi o carro que fez na Praça Patriarca, em São Paulo), tem pesquisado pontos turísticos em Paris. "A idéia é, depois destes trabalhos em São Paulo, Rio e Brasília, levar pontos turísticos da Europa para o Brasil e brasileiros para a Europa. Fazer a Torre Eifel em 3d no Rio de Janeiro e o Pão de Açúcar ou o Cristo Redentor em Paris, o que pode ser ainda mais interessante para os europeus agora que o Brasil foi confirmado como o país sede da Copa do Mundo e o Rio das Olimpíadas", afirma o artista, que começou como pichador de rua e hoje encanta São Paulo e o país com suas criações.

Kobra é um expoente da neo-vanguarda paulista. Seu talento brota por volta de 1987, no bairro do Campo Limpo com o pixo e o graffiti, caros ao movimento Hip Hop, e se espalha pela cidade. Com os desdobramentos, que a arte urbana ganhou em São Paulo, ele derivou – com o Studio Kobra, criado nos anos 90 - para um muralismo original - inspirado em muitos artistas, especialmente os pintores mexicanos - beneficiando-se das características de artista experimentador, bom desenhista e hábil pintor realista. Suas criações são ricas em detalhes, que mesclam realidade e um certo “transformismo” grafiteiro.

Kobra é autor do projeto “Muro das Memórias”, que busca transformar a paisagem urbana através da arte e resgatar a memória da cidade. Desde 2006 já foram entregues 19 murais, em avenidas e ruas de São Paulo. Em janeiro de 2009, entregou para o aniversário de São Paulo um mural de 1000 metros quadrados na Av. 23 de Maio, que mostra cenas da década de 20. Fundou em 95, o Studio Kobra, onde comanda uma equipe especializada em pintura de painéis artísticos.

Paralelamente, Kobra desenvolve sua produção pessoal, que passa pela pesquisa de materiais reciclados e novas tecnologias, como a pintura em 3D sobre pavimentos, além de reciclar, recriar momentos e formatos das histórias da Arte e das cidades.

Kobra tem sido muito procurado para decorar também para pintar restaurantes, bares e residências. Recentemente, participou da Casa Cor São Paulo 2009 em dois espaços e da Bienal de Arquitetura de São Paulo. Em outubro de 2008, fez na galeria Michelangelo, em São Paulo, a elogiada exposição “Lei da Cidade que Pinta”, onde placas, outdoors, luminosos e outros materiais de comunicação visual retirados pelos fiscais e funcionários da Prefeitura ressurgiram como suporte para as obras de arte. Em julho de 2009 fez, também em São Paulo, na galeria Pró Arte, a exposição “Visitas”, sucesso de crítica e público. Em julho e agosto deste ano realizou algumas intervenções em 3D com o artista plástico Romero Brito, em São Paulo e no Rio de Janeiro. Em outubro deste ano, realizou grafitou um muro na Av. Rebouças, em São Paulo, ao lado de Jay Mulder, considerado um dos seis maiores expressionistas norte-americanos vivos. Em novembro, expôs 25 telas inéditas na Galeria Romero Britto.
 

Gontof Comunicação

Jornalista responsável: Airton Gontow (MTB: 18.574)
Telefones: (11) 2158-0163, 2158-0173, 2158-0183, 9109-0688 e 9494-4193
e-mail: redacao@gontof.com.brsite: www.gontof.com.br

Nossos Clientes
Restaurantes: Consulado Mineiro, Brooklyn, Família Mineira e Todai Garden: Bares, Cafés e Bistrôs: Avenida Club; Buffet: CasaBlanca Buffet e Eventos; Dança: Tango B’Aires; Educação: Museu de Arte Jovem; Cultura: Pró Cultura Marketing Cultural e Eventos; Studio Kobra/Eduardo Kobra, José Luiz Goldfarb e D.A. Produções Artísticas e revista lounge*; Eventos: Acorde para o Meio Ambiente; Projeto: Acorda Brasil; Empresa: Limter – Ceiling Pro International.

 

 

 

 

 

 

 

 


 

Todos os direitos reservados ®    |    w w w . g o n t o f . c o m . b r    |    By Redbit